quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Resenha: O Poder dos Quietos - Susan Cain

Você é daqueles que prefere falar somente o necessário? Daqueles não teria problema algum em passar o final de semana lendo um livro, ouvindo uma música ou curtindo sua família?

Acredite, você não é anti-social. É apenas introvertido. 

Em um dos meus passeios com o meu namorado pela a livraria me deparei com esse livro:





Com uma linguagem objetiva e bem fácil Susan Cain embarca no universo dos introvertidos. Sempre mostrando um exemplo prático ela tenta incluir o máximo de temas possíveis como família, trabalho, vida conjugal e social...

Albert Einstein, Barack Obama, Steven Spielberg, J.K. Rowling são alguns dos introvertidos mais bem sucedidos citados na obra.
" Uma das descobertas mais interessantes, que teve eco em estudos posteriores , foi a de que as pessoas mais criativas tendem a serem classificadas como introvertidas."
A  extroversão durante muito tempo foi sinônimo de talento e sucesso e, a introversão de fracasso, muitas vezes até doença. Ambas as personalidade podem conseguir o êxito em suas vidas basta saberem aproveitar suas características mais relevantes.


 No caso dos introvertidos, eles dedicam um tempo extra para si mesmo. Para a execução de seus projetos, convívio familiar e ambientes intimistas. Eles se sentem confortáveis sozinhos, na realidade a solidão para os introvertidos é produtiva.

"O amor é essencial; a sociabilidade opcional. Valorize aqueles mais próximos de você . Trabalhe com colegas de quem goste e quem respeite. Procure entre os seus novos conhecidos aqueles que podem cair na primeira categoria ou de cuja a companhia você goste por si mesma. E não se preocupe em socializar com os outros. Relacionamentos deixam todos mais felizes, inclusive introvertidos, mas pense mais qualidade do que na quantidade. O segredo da vida é colocar sobre si a luz certa. Para alguns são os holofotes da Broadway; para outros, uma escrivaninha iluminada."

Eles são sensíveis, observadores e notam tudo ao seu redor porque eles não se dispersam no convívio social, eles analisam ele. Grande parte deles são artistas, estudiosos ou especialistas em algo. Estão sempre produzindo e contribuindo para a sociedade mas não sentem necessidade alguma de se destacarem nela. Pelo o contrário, preferem ficar em seus mundos discretos e tranquilos.

Ela dá dicas para os introvertidos se saírem bem em ambientes sociais, estimulando-os a serem sociais mas sem perderem a sua essência. 

Eu, introvertido assumido indico esse livro para introvertidos ou para os que namoram, são casados, tem um amigo(a) assim,um aluno(a) ou funcionário(a). Você não vai se arrepender.

Fico por aqui

Até mais pessoal.

"Descubra qual deve ser a sua contribuição para o mundo e assegure-se de contribuir".


domingo, 12 de outubro de 2014

Top 7#2: Filmes infantis inesquecíveis

Hoje é dia das crianças e se você quer relembrar os filmes infantis mais marcantes está aqui a minha seleção.


Sétimo: Os Batutinhas


Esse filme é muito divertido. Nos mostra as diferenças entre meninos e meninas de uma maneira sutil e nos trás uma mensagem de respeito e tolerância no final.





Sexto: Matilda


Com certeza um dos maiores sucessos dos anos 90, é impossível esquecer da garotinha super inteligente dotada de muitas habilidades enfrentando a diretora malvada.







Quinto : E.T.



Essa é uma obra-prima do cinema mundial, o xodó de vários cinéfilos que conta a história de uma amizade pura e verdadeira entre um alienígena e um menino, aventura épica e emocionante.






Quarto: Wall-e



Esse é outro clássico do cinema contemporâneo, delicado, divertido, empolgante e tudo isso sem ter nenhum diálogo. A história de amor entre o robozinho Wall-e e Eva nos oferece ainda uma reflexão sobre o meio ambiente.





Terceiro:A Fantástica Fábrica de Chocolate





Cinco crianças encontram um convite dourado em barras de chocolate Wonka e com isso ganham uma visita guiada pela lendária fábrica de chocolate, onde decidirão quem será o herdeiro da fábrica. Esse filme é um delírio visual e musical.






Segundo: Shrek


A animação que quebrou todos os clichês de contos de fadas trazidos pela a disney não poderia faltar aqui. Contando a história do nosso eterno ogro, que no meio de uma missão para recuperar o seu pântano resgata de um dragão e se apaixona pela a princesa Fiona.



Primeiro: O Rei Leão




Esse clássico mundialmente premiado conta a história de Simba um leãozinho que sofreu com a armação de seu tio e foi acusado pela a morte de seu pai. Ele se exila do reino e faz amigos que o ajudarão a retornar e assumir o trono do reino de Mufasa.

Gostou da seleção?

Comente abaixo o filme que marcou sua infância.

Até mais pessoal.

domingo, 5 de outubro de 2014

Trilhas sonoras#1 Se Eu Ficar



Desculpe pelo o atraso das postagens, estive doente e não teve como atualizar o blog. Mas agora tudo vai voltar ao normal. :)






Eu já falei do livro, então agora vou falar do filme, mais especificamente da trilha sonora de Se Eu Ficar.

Dirigido por R.J. Cutler,o filme conta com as atuações de Chloe Grace Moretz (Mia), Jamie Blackley (Adam), Mireille Enos/Joshua Leonard (Pais de Mia), Stacy Keach (Avô), Liana Libertato (Kim), Jakob Davies (Teddy) e Aisha Hinds (Enfermeira Ramires).

A história narra o coma de Mia. Depois de se envolver em um trágico acidente onde ela perde seus pais e seu irmãozinho, ela tem a triste decisão entre partir ou ficar. Sendo que restou apenas seu namorado Adam, seu avô e a sua amiga Kim.

O Roteiro de Gayle Forman e Shauna Cross é bem parecido com livro, a direção foi coerente e fluída não deixando o filme cansativo. As atuações medianas não ofereceram nada de extraordinário, destaque para a química dos pais da Mia.

Vou começar com a banda de punk rock The Orwells.



de Elmhurst, Illinois, Chicago.É formada por Mario Cuomo (vocalista), Dominic Corso (guitarra), Matt O'Keefe (guitarra), Grant Brinner (baixo), e Henry Brinner (bateria). O álbum de estréia lembrar quando foi lançado em 07 de agosto de 2012, por meio de registros de tons de Outono. Seu primeiro EP, Other Voices , foi lançado em 24 de junho de 2013, na National Anthem Registros .



A música escolhida para o filme foi "Who Needs You", que fala de valorização da vida, da família e do que das coisas que realmente importam. Ela é a música mais animada do filme ideal para pular e e gritar junto.


Sonic Youth foi uma banda de rock alternativo norte-americana, formada no ano de 1981, em Nova Iorque. Sua ultima formação foi Thurston Moore (vocais e guitarra), Lee Ranaldo (vocais e guitarra), Kim Gordon (baixo, guitarra e vocais), Mark Ibold (baixo) e Steve Shelley (bateria). 




Mais um roquezinho bem legal de ouvir "
Karen Revisited":




Que tal misturar Rock Indie com música eletrônica? Essa é a proposta do grupo Tainlines.






Formado no 
Brooklyn, Nova Iorque composto por percussionista Jesse Cohen e guitarrista e vocalista Eric Emm . Dotada de uma sonoridade incrível, suas músicas são ideais para quem curte música alternativa. Lembra muito o som dos anos 80. Álbum de estréia Mixed Emotions "Tanlines foi lançado em 20 de março de 2012 e chegou ao número 2 na Billboard Heatseekers Album Chart.


A música escollhida foi "All of me", a letra é um pouco confusa fala de amor e mentiras mas o ritmo é muito contagiante.






Com certeza você vai se encantar com as vocais da banda Indie pop Lucius do Brooklin , Nova Iorque.







É composta por Jess Wolfe (vocal e synth), Holly Laessig (vocais e teclas), Dan molad (bateria e vocais), Peter Lalish (guitarra e vocal) e Andrew Burri (guitarra, bateria e vocal).

Lucius foi elogiado pelo New York Times por suas "melado, luminosos, canções de ninar cadenciados", elogiado por NPR para o seu "carisma e charme." e pela Rolling Stone como "a melhor banda que você não pode ter ouviu ainda ". O estilo deles é muito charmoso, vintage também faz referência a épocas anteriores.

Dá uma conferida na música romântica do filme, "Until we get there". Vozes lindas das duas.






Agora o negócio vai ficar mais romântico.

Beck Hansen (nascido Bek David Campbell, 8 de julho de 1970 ) é um cantor, compositor e multi-instrumentista americano, conhecido pelo nome artístico Beck.



Ele trás para o filme a belíssima música "Morning", que encanta pela a suavidade e romantismo.







Ane Brunvoll conhecida pelo nome artístico de Ane Brun é uma cantora e compositora norueguesa, nascida em 10 de março de 1976.

Gosta de Beyoncé? Então, ela faz um cover bem intimista da música Halo. Olha só que bacana.







Tom Odell (Thomas Peter Odell) é um cantor e compositor britânico nascido a 24 de Novembro de 1990. Lançou o seu primeiro EP (extended play) "Songs From Another Love" e consegui vencer o "BRITs Critics' Choice Award". O seu primeiro album foi lançado ainda em 2013 e é intitulado de "Long Way Down".








Mais uma para lista das românticas "Heal":




Benjamin John "Ben" Howard (nascido em 24 de maio de 1987) é um Inglês cantor e compositor. Ele vai lançar seu segundo álbum de estúdio, 
I Forget onde estávamos , em Outubro de 2014.


Olha só a "Promisse"









Odessa "I Will Be There"












E não poderia faltar do tema do filme "Say Something"








Por fim, as músicas originais do filme cantandas pelo Jamie Blackley pela a banda fictícia Willamete Stone.


Mind





Today



Nessa música é a que Mia toca com Adam, ouça só os solos de violoncelo que massa.





Never Coming Down









I Want What You Have








Heart like yours






Never Coming Down Clipe Oficial




Gostou das músicas? Comente a sua preferida.

Até mais pessoal.